quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

FBI prepara sistema de varredura e vigilância da internet




Atividades de monitoração do FBI abrangerão a internet inteira, principalmente redes sociais como Facebook e Twitter

A polícia federal dos EUA, conhecida como FBI, divulgou quietamente detalhes de planos para monitorar continuamente as informações mundiais do Facebook, Twitter e outras redes sociais, oferecendo uma rara oportunidade de ver as atividades do FBI. Outros órgãos do governo americano estão também envolvidos na vigilância das mídias de internet, mas não divulgam nada de suas atividades nem revelam até que ponto estão monitorando os usuários.
Os planos do FBI, conforme foram divulgados, incluem a contratação de empresas que construam um sistema de monitoração que ajude o FBI a vasculhar tudo na internet.
O documento indica que o FBI quer usar a mídia social para mirar usuários ou grupos de usuários específicos, observando que os agentes do FBI precisam "localizar causadores de problemas… e analisar seus movimentos, vulnerabilidades, limitações e possíveis ações adversas".
Quem será classificado como "causador de problemas"? Uma das políticas prioritárias do governo dos EUA é promover a agenda gay no mundo inteiro. Sendo um órgão federal, o FBI poderia se desalinhar dessa política? É evidente que sua monitoração favorecerá os interesses do governo americano em tudo — inclusive na proteção e promoção da agenda gay.
Já há casos do governo americano monitorando cidadãos cristãos nos EUA que não têm nenhum envolvimento com terrorismo:
* O FBI tem monitorado indivíduos e grupos cristãos opostos ao aborto e ao "casamento" gay.
* O FBI tem perseguido uma mãe cristã e sua filha exclusivamente porque ela abandonou o lesbianismo e porque sua ex-amante lésbica exige a posse da menina.
* O FBI foi denunciado pelo grande site WND por monitorar um pregador evangélico.
O perigo nessa tendência americana é que outras polícias do mundo poderão imitar o FBI. Se o FBI pode monitorar cristãos por suas opiniões contra o aborto e o homossexualismo, por que a polícia federal do Brasil não pode copiar?
Sem nenhum mau exemplo dos EUA, o Brasil já enfrenta sérias ameaças, com um governo dirigido por indivíduos com histórico criminoso e terrorista comunista. São indivíduos que interpretam a "democracia" como um regime onde eles têm liberdade de fazer o que bem entendem, inclusive calar seus inimigos.
E por pura coincidência, o PT descobriu que o maior obstáculo para a implantação de sua ditadura e controle sobre a mente e coração do povo é a mídia evangélica: programas de TV e sites que defendem os valores cristãos, se opondo ao aborto e ao homossexualismo.
Por questão ideológica, o governo do PT, assim como todo governo socialista fanático, dá preferencia para Cuba. Por isso, a nova lei brasileira obrigando as mulheres grávidas a serem registradas se inspirou em Cuba.
Contudo, já que o FBI está demonstrando capacidade maior de monitorar os que ameaçam o governo americano com opiniões contrárias aos dogmas estatais do aborto e do homossexualismo, por que a polícia federal brasileira quereria ficar de fora desse controle?
O Brasil adora imitar lixo americano. Os grupos gays brasileiros, por exemplo, são imitadores fiéis dos grupos gays americanos.
O perigo é real, ainda mais que o governo americano, que anda obcecado pela agenda gayzista e abortista, tem tido um relacionamento com a ABGLT, a maior organização gay do Brasil.
Em 2010, a secretária de Estado Hillary Clinton deu uma mãozinha para que a ABGLT fosse oficialmente credenciada dentro da ONU. Ela deu essa ajuda depois que todos os esforços do governo Lula em prol da ABGLT na ONU falharam.
Além disso, há uma informação obtida de que a ABGLT já está tendo contatos com o FBI.
Com a ajuda do governo do PT, a ABGLT quer calar no Brasil cristãos que denunciam a agenda gay. Com a ajuda do FBI e do governo americano, o que a ABGLT poderia fazer com brasileiros nos EUA que denunciam em português a agenda gay? Como se sabe, Silas Malafaia e eu temos estado na mira da ABGLT.
Se o governo brasileiro — que é amante da truculência ditatorial cubana — se interessar pelo monitoramento dos cidadãos através do sistema de vigilância do FBI, a imitação será o próximo passo.
Teremos pois um FBI para pegar brasileiros conservadores nos EUA e um FBI tupiniquim para imitar o lixo policialesco americano.
Será o Fim do Brasileiro Independente?
Com informações do New Scientist.
Julio Severo

Para seguir Julio Severo no Facebook e Twitter: http://twitter.com/juliosevero Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=742399629



Twitter: http://twitter.com/andrermendonca
Facebook: http://www.facebook.com/andrermendonca
Blog Novo Tempo: http://novotempoagora.blogspot.com/

BRASÍLIA, CAPITAL DA ADORAÇÃO - BRASIL, TERRA DO AVIVAMENTO
TERRA DA ADORAÇÃO AO ÚNICO SENHOR, JESUS CRISTO!

A Nova Ordem Mundial


Novo Estudo Mostra que o Aquecimento Global Terminou em 1997 - Possível Ameaça de Uma Mini Era do Gelo


















O suposto "consenso" sobre o aquecimento global causado pelo homem está enfrentando uma inconveniente contestação após a publicação de novos dados de temperatura, que mostram que o planeta não se aqueceu nos últimos 15 anos.


Os números sugerem que poderíamos estar até caminhando para uma mini era do gelo, que iria até mesmo rivalizar a queda de temperatura que durou 70 anos e que permitiu que feiras fossem realizassem nas águas congeladas do rio Tâmisa no século 17.

Com base em leituras de mais de 30.000 estações de medição, os dados foram divulgados sem muito alarde na semana passada pelo Met Office e pela Unidade de Pesquisa Climática da Universidade de East Anglia (esta última peça central do escândalo Climategate). O estudo confirma que a tendência de aumento das temperaturas mundiais acabou em
 1997.

Tâmisa Congelado
A pintura de Abraham Hondius, de 1684, retrata uma das muitas feiras no Rio Tâmisa congelado durante a mini era do gelo
Enquanto isso, renomados cientistas climáticos disseram ontem ao jornal The Mail on Sunday que, depois de emitir níveis anormalmente elevados de energia ao longo do século 20, o sol está agora caminhando para um "grande mínimo" de emissão de energia, podendo causar verões frios, invernos rigorosos e um encurtamento das estação disponíveis para cultivo de alimentos. A atividade solar passa por ciclos de 11 anos, com elevado número de manchas solares observados em seu pico.

Estamos agora no que deveria ser o pico do que os cientistas chamam de "Ciclo 24" - motivo pelo qual a tempestade solar da semana passada resultou em avistamentos da aurora boreal mais ao sul do que o habitual. Mas a quantidade de de manchas solares é menor do que  metade das observadas durante os picos dos ciclos do século 20.

A análise feita por especialistas da NASA e da Universidade de Arizona, derivada de medições de campo magnético a 120 mil milhas abaixo da superfície do sol, sugere que o ciclo 25, cujo pico deve acontecer em 2022, será ainda mais fraco.

De acordo com um estudo divulgado na semana passada pelo Met Office, há uma chance de 92 por cento que tanto o Ciclo 25 como os que acontecetão nas décadas seguintes serão tão fracos quanto ou mais fraco do que o "mínimo de Dalton", que ocorreu entre 1790 e 1830 . Neste período,cujo nome foi em homenagem ao meteorologista John Dalton,  as temperaturas médias em partes da Europa caíram 2ºC.

No entanto, também é possível que a nova queda de energia solar possa ser tão profunda quanto o "mínimo de Maunder" (em homenagem ao astrônomo Edward Maunder), que aconteceu entre 1645 e 1715 na parte mais fria da "Pequena Idade do Gelo", quando houve o congelamento tanto do rio Tâmisa como também dos canais da Holanda.


Temperatura Média Global entre 1997-2012
Temperatura Média Global entre 1997-2012

No entanto, em seu estudo, o Met Office (conhecido alardeador do Aquecimento Global Antropogênico) afirmou que as conseqüências agora  seriam negligenciáveis, porque o impacto do sol sobre o clima é muito menor do que o de dióxido de carbono causado pelo homem. Embora a energia do sol seja susceptível de redução até 2100, "Isso só causaria uma redução das temperaturas globais de 0,08ºC'". Peter Stott, um dos autores, disse que: "nossos resultados sugerem que a redução da atividade solar para níveis não vistos em centenas de anos seria insuficiente para compensar a influência dominante de gases de efeito estufa."

Essas descobertas são ferozmente contestada por outros especialistas solares.
"As temperaturas mundiais podem acabar sendo muito mais frias do que agora por 50 anos ou mais", disse Henrik Svensmark, diretor do Centro Nacional para a Pesquisa do Sol e do Clima do Instituto Espacial Nacional da Dinamarca. "Vai ser necessário uma longa batalha para convencer alguns cientistas climáticos de que o sol é importante. Pode ser que o sol demonstre isso por conta própria, sem necessitar de ajuda."

Ele ressaltou que ao afirmar que o efeito do mínimo solar seria pequeno, o Met Office estava confiando nos mesmos modelos de computador que estão sendo minados pela atual pausa no aquecimento global.

Ciclos de Atividade Solar entre 1749 e 2040
Ciclos de Atividade Solar entre 1749 e 2040

Os níveis de CO2 continuam a aumentar sem interrupção, e em 2007 o Met Office afirmou que o aquecimento global estava prestes a "voltar com tudo". O Met Office disse que entre 2004 e 2014 haveria um aumento global de 0,3ºC e em 2009 previu que pelo menos três anos entre 2009 a 2014 iriam bater o recorde de temperatura estabelecido anteriormente em 1998.

Até agora não há nenhum sinal de que nada disse aconteça. Mas ontem um porta-voz do Met Office insistiu que seus modelos ainda eram válidos. "A projeção de dez anos continua sendo cientificamente inovadora. O prazo para a projeção original ainda não acabou", disse ele.

Dr. Nicola Scafetta, da Universidade de Duke na Carolina do Norte, é o autor de vários artigos que discutem que os modelos climáticos do Met Office mostram que deveria ter havido um "aquecimento constante de 2000 até agora".

"Se as temperaturas continuarem a ficar estáveis ou começarem a esfriar novamente, a divergência entre os modelos e os dados gravados acabará por se tornar tão grande que toda a comunidade científica vai questionar as teorias atuais", disse ele.

Ele acredita que como o modelo do Met Office atribui uma importância muito maior para o CO2 do que para o sol, acabou concluindo que não haveria resfriamento. "A questão real é se o modelo em si é preciso", disse Dr Scafetta. Enquanto isso, uma das especialistas climáticos norte-americanos mais eminentes, a Professora Judith Curry do Georgia Institute of Technology, disse que a previsão confiante do Met Office de um impacto "insignificante" é difícil de entender.

"A coisa mais responsável a se fazer seria a de aceitar o fato de que os modelos podem ter graves deficiências no que se refere à influência do sol," disse a professora Curry. Em relação à pausa do aquecimento, ela disse que muitos cientistas "não estão surpresos".

400 anos de observações de manchas solares

Ela argumentou que está se tornando evidente que outros fatores que não o CO2 desempenham um papel importante no aumento ou diminuição do calor, como os ciclos de 60 anos da temperatura da água nos oceanos Pacífico e Atlântico.
"Estes ciclos não têm sido insuficientemente apreciados em termos de clima global," disse Prof Curry. Quando ambos os oceanos eram frios no passado, como aconteceu de 1940 a 1970, o clima esfriou. O ciclo do Pacífico "mudou" para o modo frio em 2008 e também se espera que o do Atlântico provavelmente mude nos próximos anos.

Pal Brekke, conselheiro sênior do Centro Espacial Norueguês, disse que alguns cientistas acham a importância dos ciclos de água difícil de aceitar, porque isso significaria admitir que os oceanos, e não o CO2, causaram grande parte do aquecimento global entre 1970 e 1997.
O mesmo vale para o impacto do sol , que foi altamente ativo durante a maior parte do século 20.
"A natureza está prestes a realizar uma experiência muito interessante", disse ele. "Dez ou 15 anos a partir de agora, seremos capazes de determinar muito melhor se o aquecimento do final do século 20 realmente foi causado pelo CO2 do homem, ou pela variabilidade natural."

Enquanto isso, desde o final do ano passado, as temperaturas globais caíram mais de meio grau, quando o efeito do frio 'La Nina' ressurgiu no sul do Pacífico.

"Agora estamos bem na segunda década da pausa", disse Benny Peiser, diretor da Fundação de Políticas de Aquecimento Global. "Se nós não vermos evidências convincentes do aquecimento global até 2015, começará a ficar claro que os modelos são incorretos. E, se forem, as implicações para alguns cientistas poderá ser muito grave."

----------------------------------------

Interessantemente esta é exatamente a opinião do nosso ilustre meteorologista Luiz Carlos Molion, professor de Climatologia e Mudanças Climáticas da Universidade Federal de Alagoas e pesquisador sênior do INPE.

Fontes:
Daily Mail: Forget global warming - it's Cycle 25 we need to worry about (and if NASA scientists are right the Thames will be freezing over again)



Twitter: http://twitter.com/andrermendonca
Facebook: http://www.facebook.com/andrermendonca
Blog Novo Tempo: http://novotempoagora.blogspot.com/

BRASÍLIA, CAPITAL DA ADORAÇÃO - BRASIL, TERRA DO AVIVAMENTO
TERRA DA ADORAÇÃO AO ÚNICO SENHOR, JESUS CRISTO!

“Eis que faço uma coisa nova, não a percebeis...? Isaias 43:19a.

"Eis que faço uma coisa nova, não a percebeis...? Isaias 43:19a.


A igreja contemporânea está vivendo um tempo histórico e relevante. Isso nos mostra que precisamos estar atentos e ser sagazes como os filhos de Issacar, que eram conhecedores dos tempos, do entorno social em que viviam e, o mais importante,, eles sabiam o que deviam fazer. Sabedores da grande oportunidade do momento, conduziram Davi ao reinado e desfrutaram do melhor tempo na história de Israel, pois foi durante aquele período que o país teve o exército mais preparado.

Alguns fatos marcantes e inéditos aconteceram em 2011:

1 – O Sudão, um dos países mais pobres do mundo e o maior país africano, dividiu-se e nasceu o Sudão do Sul, que já nasceu com um histórico de pobreza extrema e com grandes oportunidades devido à riqueza animal e petrolífera. Que oportunidades temos e o que nos mostra esta independência num mundo globalizado?
2- A Liga Árabe, no dia 12 de março, pediu ao Conselho de Segurança da ONU que impusesse uma zona de exclusão aérea sobre a Líbia para proteger os civis de ataques aéreos das forças de Moammar Gaddafi. A Liga Árabe nunca havia apoiado uma intervenção em um país membro. Isso foi resultado da autoimolação de um jovem desempregado tunisiano, o feirante Mohamed Bouazid, em 17 de dezembro de 2010, que desencadeou uma série de protestos e quedas de regimes no mundo árabe. O que levou a Tunísia a buscar a democracia? Toda essa abertura é fruto de programas cristãos radiofônicos e televisivos, Operação Trânsito, que por décadas distribuiu vídeos Jesus e a Palavra de Deus, que expôs os regimes autoritários e que tem trazido liberdade. Muitos estão tendo sonhos e visões com Jesus. Quem vai discipular os que estão se convertendo?
3 – No dia 13 novembro 70.000 cristãos egípcios se reuniram na praça por 14 horas, toda a noite, para orar pela eleição, paz da nação e louvor ao Trino Deus. Por diversos minutos, os cristãos de todas as denominações, em uníssono, gritaram o nome de Jesus. O que levou uma minoria discriminada e sofredora de ataques de violência num país muçulmano a gritar o nome Jesus e o que isso traz de lição para uma sociedade cristã pós-moderna?
4 – Nascimento do bebê que completou 7 bilhões de habitantes! O Fundo de População da ONU disse que o mundo alcançou um marco demográfico no dia 31 de outubro, quando nasceu a criança que levou a população do mundo a 7 bilhões. Os lugares que têm a maior população demográfica são os menos alcançados pela a Palavra de Deus. O que isso nos mostra com relação à responsabilidade de levar as boas novas aos esquecidos e negligenciados pela igreja?

O que esperamos para o ano de 2012?

Um filme foi produzido e vaticinou que 2012 seria o fim do mundo. Muitos cristãos também acreditam que o fim do mundo se aproxima, depois de presenciarem algumas catástrofes. Eles esquecem da mensagem escatológica do Mestre Jesus, registrada em Mateus 24, de que o final somente virá quando o Evangelho do Reino for pregado em todas as nações.
Nosso anelo é que haja um avivamento missionário nos países do ocidente que leve à unidade do corpo de Cristo para que possamos ver cristãos se unindo para orar:
- Por envio de missionários aos povos menos alcançados da terra, isso inclui os 70 jovens do Uniásia, Teens e obreiros que estão indo para a Ásia, o continente menos alcançado da terra. (email: uniasia@mhorizontes.org.br)
- Pelos pastores e líderes das igrejas evangélicas, para que tenham um amor desmedido pelos povos não alcançados e por uma pregação missiológica nos templos, pois a Bíblia mostra que os locais de reunião do povo de Deus deveriam ser casa de oração por todos os povos.
- Para que os cristãos no mundo possam ter prioridade em investimento no que perdura e isso implica na evangelização dos que nunca ouviram nada do Evangelho.
- Para que os líderes cristãos possam encontrar novos meios e estratégias que alcancem o maior número de povos, tribos, línguas e nações com o Evangelho de poder.
- Que haja um despertamento de oração e intercessão pelos povos não alcançados e que possamos municiar os intercessores com os perfis de milhares desses povos.
- Que haja projetos que visem alcançar a Visão 2025. Isto é, ter um tradutor da Bíblia em cada língua que ainda não tem as Escrituras. Mais de 2.000 delas estão esperando um tradutor que possa ser o primeiro a traduzir o Evangelho. O Projeto Revolution Teen existe como uma resposta a esse desafio, pois recebe o adolescente quando termina o primeiro grau e o leva a concluir o segundo na língua espanhola. Na nova formatação do projeto o adolescente concluirá em língua inglesa, depois fará Linguística e, então, trabalhará ao lado de um tradutor até se aperfeiçoar. Hoje a Horizontes os recebe com apenas um salário mínimo e os dois restantes é levantado em mobilização. (Conheça mais sobre o Revolution Teen: email: teen@mhrizontes.org.br)

Contamos com o apoio de vocês neste novo ano que iniciamos agora e temos esperança que essa Palavra de Isaías seja uma realidade no ministério de envio aos não alcançados!
No amor do Mestre,
Cleonice e David Botelho - Email: david@mhorizontes.org.br